22.04.2019

Como um escritor deve fazer seu trabalho conhecido na era digital (e usar Design a seu favor

Você sabia que se tornar um escritor reconhecido vai muito além de escrever um livro e enviá-lo impresso? Venha ver como alguns recursos podem te ajudar nessa jornada.

Criar um blog, ter um site, usar as mídias sociais, tudo isso e mais um pouco são maneiras de que um autor, novato ou não, tenha que fazer seu trabalho conhecido em um mundo que gira em torno da internet. Desde que o computador tornou-se comum em casas, a ideia do escritor que gastava pilhas de papel-escrevendo páginas e páginas em máquina de escrever era cada vez mais no passado. A possibilidade de escrever poemas, histórias e romances em um editor de textos, tendo a oportunidade de apagar os erros e as frases que não cabem, foi o incentivo para que muitas pessoas tomasse uma oportunidade no mundo da literatura.

É óbvio que a qualidade literária de tudo o que se produz pode ser questionável, mas é inegável também que há muito bem escondido nas pastas e nos DEs espalhados por aí. Também, após o “advento da Internet”, não se fez muito pelo aparecimento de livros digitais, fato que trouxe mudanças na forma como compramos e consumimos literatura. Estes dias, a Amazon, por exemplo, uma empresa que criou hoje o leitor digital mais famoso, o Kindle, possibilita que as pessoas publiquem e lucrem com a população de e-books.

imagem23-10-2020-16-10-34

Imagem (” Stock Photos de Dean bertoncelj / Shutterstock “)

A Vale também considera que a mídia de transmissão se tornou muito mais mista e o consumo de conteúdo mais visual. Com isso, o design do ouvido e da literatura pode ser uma boa ideia. Pegue essas dicas e inicie sua jornada para um best-seller:

O blog o serviço de boas histórias

Assim que os blogs apareceram, eles foram o espaço para poetas de primeira viagem e ficcionistas ensaiarem seus primeiros versos e histórias. Foi possível encontrar em muitas delas crônicas e textos muito interessantes. Depois, para poucos, que as pessoas concluíram que os blogs poderiam ser mais do que apoio para a poesia e histórias curtas, também se tornaram ferramentas para o jornalismo e também para os empresários espalarem seus negócios. No entanto, ele não é um escritor festejado a demitir um blog por sua estratégia de outreach. Eles são um meio versátil e têm um longo alcance de audiências. Além disso, atualmente é possível ter plataformas intuitivas, como o WordPress. Estes permitem que qualquer usuário crie e gerencie um blog (incluindo o WP, já que eles conhecem o mais íntimo, é a plataforma usada pelo Cutedrop).

imagem23-10-2020-16-10-35

Imagem (“fotos de estoque de Casimiro PT/Shutterstock”)

Por outro lado, você não tem nada a ver com criar um blog e tocar suas histórias e crônicas lá. Fazê-lo é o mesmo que jogar uma garrafa no mar com uma letra e esperar que alguém a encontre. Você tem que ter uma estratégia de transmissão. Vamos ver como isso faz?

Criar uma identidade visual

imagem23-10-2020-16-10-35

Imagem (“fotos de estoque por Georgejmcllittle / Shutterstock”)

Você escreve histórias de terror ou suas histórias são policiais na linha de polpa de Raymond Chandler? Seus textos são ficção científica ou fantasia no melhor estilo Robert E. Howard? Ou mesmo quem sabe que está tudo junto?

Então, na hora de criar seu blog escolha um design compatível com o conteúdo de seus textos e não visto em um condimento visual com o seu tema. Pense também em responsividade, já que é fundamental ter um blog com um design sensível levando em conta smartphones e iPhones que hoje acompanham os leitores onde quer que eles estejam (você pode testar se o seu site responde usando uma ferramenta gratuita do Google).

Também pense na legibilidade: se você usa tópicos para criar um blog, por exemplo, considere um tópico com tipografia agradável para ler textos longos e não bastante o canarilão bottoms sob as letras. Deixe as fontes decorativas apenas para os títulos e confira se o tipo de letra escolhido para o corpo de texto tem acentos e glifos suficientes (símbolos) em sua linguagem de escrita.

imagem23-10-2020-16-10-36

Uma boa diagramação do seu livro ou ebook pode ajudar na fluidez do conteúdo e no interesse de seu leitor. Imagem Shaz Madani Studio.

Edição de Conteúdo

Sede o conteúdo que você publicará em um livro físico ou em um e-book do conteúdo que inseriu em seu blog. Eu usei o blog muito mais para dar ao público um lanche de suas histórias, um gostinho do estilo deles. Outro detalhe: um blog é um meio versátil que permite a presença de fotos e vídeos nos posts. É assim que você pode entrar em contato com um ilustrador para criar ilustrações com respeito aos seus textos. Bem aqui no Cutedrop você vai encontrar vários profissionais talentosos, #ficaadica.

Além disso, o conteúdo do seu blog não precisa ser exclusivamente literário. Você pode gravar vídeos sugerindo dicas de livros e outros em relação à literatura. Capiche em edição de vídeo e também usa as histórias e vídeos ao vivo do Instagram.

As fotografias interinantes podem fazer muita diferença para engajar os leitores no Instagram. Fotos criativas geram interesse pelo conteúdo. Olhe apenas:

imagem23-10-2020-16-10-36

Annie Sullivan @annsullivaInstagram

Registro de Domínio

Um blog com nome de domínio registrado já denota o seu público que não é um escritor de fim de semana, mas leva a literatura a sério. Um blog p-domainersonalizado lhe dá profissionalismo e credibilidade para o seu projeto. Um bom site de hospedagem também pode ser um tanto vantajoso para a performance do seu blog. Nesse caso, você pode contratar um plano bastante barato, como uma hospedagem compartilhada.

Cuidado com nomes que possam funcionar como bons títulos de livros, mas como os domínios podem não dar tão certo para colocar palavras em conjunto … Pensar em soluções de problemas que nem sequer existem é também uma das funções de design.

Mostrar que você tem história para contar

Um blog só não fará de você o novo Stephen King ou a nova J.K. Rowling. Então, você também tem que entrar em contato com outros recursos. É aí que as redes sociais se apresentam para dar uma mãozinha.

No Facebook você pode entrar em grupos voltados para escritores, além de criar uma página oficial para divulgar lançamentos, notícias e promoções. No Twitter, por exemplo, é possível organizar ações especiais para seus seguidores. Além disso, você pode fazer parte de uma plataforma voltada para os escritores, postando algumas histórias e links para o seu blog e suas redes sociais.

Um exemplo disso é o Wattpad, uma plataforma em que você pode publicar contos e até novelas inteirinhas. O interessante dessa plataforma é que ele destaca uma boa cobertura no meio de muitos, como em uma biblioteca de livrarias. Nestas horas, um bom design pode fazer a diferença.

imagem23-10-2020-16-10-38

Nessa tela do Wattpad, você consegue alguma cobertura de sua atenção?

Conclusão

A arte de contar histórias faz parte da evolução do homem. Se na época das cavernas a voz humana era o suporte para eles, mais tarde veio o papiro, os livros e hoje a tela do seu notebook ou do seu smartphone. Por isso, é importante que os autores na era da internet usem essas dicas para que as palavras cheguem aos seus leitores. Ah sim, e continue sempre lendo e aprendendo mais e mais.

 

Fonte: www.cutedrop.com.br/2019/04/como-um-escritor-deve-divulgar-sua-obra-na-era-digital-e-usar-o-design-a-seu-favor

Ja vai? Espera ai... Talvez você goste de algumas das sugestões que separamos especialmente para você!
Por favor, desative o seu AdBlock para o site compartilhe.info e ajude-nos a continuar trazendo conteúdo de qualidade. Veja como fazer isso »