iPhone 12 ProMax-Design de Cultura

iPhone 12 ProMax – Design Culture

 

A palavra jogo melhora em inglês, já que se refere à citação de Tolkien sobre “The One Anel”, do Senhor dos Anéis ‘ funciona, mas o iPhone 12 Pro Max é que, um smartphone “para todo mundo governar”.

Com um foco claro em produtores de conteúdo e entusiastas, apresentado ontem, 13 de outubro de 2020, junto com os outros modelos (iPhone 12, iPhone 12 mini, e iPhone 12 Pro) este telefone se destacou por trazer bastante toda a tecnologia de ponta que alguém poderia colocar em um dispositivo destes.

Vamos começar com o design. Assim como todos os aparelhos na “linha 12” O Pro Max também resgatou o visual do iPhone 4, com laterais mais sóbrios, poucos chanfros e cantos arredontados. Sei … Parece estranho voltar para um design de multi-geração de volta, mas silêncio, você logo entenderá!

imagem12-11-2020-08-11-19As novas cores são brilhantes e deixam claro que apesar do visual “rebusque” o iPhone 12 veio com foco no futuro

Durante a apresentação a Apple reforça o design moderno e etc, mas há outro fator na escolha este design, e algo técnico e muito inteligente, por sinal. O aparato da linha 12 será todo compatível com a rede 5G, que ainda não teve as concessões dadas pela Anatel no Brasil. No mais recente Snapdragon Tech Summit um aparelho foi apresentado que, usando 5G, transferiu 1 Gb de dados em apenas 16 minutos. Mas é aqui que entra um grande detalhe técnico: para atingir essa velocidade, o 5G usa algumas frequências chamadas ondas milímetros. Essas frequências mais altas são extremamente sensíveis e requerem, portanto, que além da transportadora ter que possuir um maior número de antenas, ou maior potência, o aparelho possui um bom sinal de sinal para desfrutar do potencial completo da rede.

A escolha do design da série 12 afirma que todo o “esboço” dos dispositivos são cobertos por antenas, o que garante que os iPhones dessa geração consigam entregar o que prometem em relação à tecnologia 5G.

imagem12-11-2020-08-11-20

Mas, vamos agora falar sobre a razão pela qual o iPhone 12 Pro Max captou até agora o olho.

Aproveitando-se de todos estes recursos e do novo A14 Chip biônico, a Apple trouxe no Pro Max um sistema de câmera Pro. Com um sensor de 47% maior e uma estabilização óptica no sensor, e não na lente, e uma câmera de 65mm telephoto, o dispositivo oferece imagens mais nuançadas ainda a das gerações anteriores. Para garantir a melhoria de 87% em fotos de baixa luz, juntamente com a maior quantidade de luz garantida por sensores maiores, a Apple usa suas tecnologias de IA para garantir que os pixels sejam analisados em várias exposições diferentes, entregando os detalhes mais finos em fotografias de baixa luz.

Não bastando isso, o dispositivo é baseado em Smart HDR, que automaticamente refina as luzes, sombras e contornos, e agora um dos mais enduros dos fotógrafos e caregivers: formato RAW.

Continuar, o formato RAW é um formato de imagem menos “processado”. Claro, ele contém as configurações feitas ao fotografar (exposição, equilíbrio branco, etc), mas fornece as informações de captura mais crua, o que permite aumentar a gama de recursos ao editar fotografias, principalmente no que tange às configurações colorimétricas. Vale lembrar que a Apple chama o formato de ProRAW, então você precisa esperar para ver o nível dos arquivos antes de remover a sua câmera, mas a tecnologia promete, e muito.

E não parou por aí!

imagem12-11-2020-08-11-21

Para os videomakers da guarda, a gravação de vídeo HDR do iPhone 12 Pro foi de 8 10, aumentando a quantidade de cores captadas para 700 milhões de cores. Some-se a isso que agora o dispositivo ainda é baseado no formato Dolby Vision, utilizando pela indústria cinematográfica, e que o chip do dispositivo é poderoso o suficiente para editar os vídeos no próprio smartphone, e que o aparelho tem velocidade de transmissão suficiente (considerando o uso de 5G) para envio via redes móveis.

Estes são os maiores fatores de destaque no iPhone 12 Pro Max. É claro que há muito mais o que falar, mas este telefone promete oferecer uma experiência tão completa que é bastante provável que muitos criadores de conteúdo vão retirar suas câmeras e passar a fazer tudo apenas com o iPhone. O que vale a pena lembrar que já era bem possível com o iPhone 11 Pro. Para quem não souber, o clipe “Stupid Love”, de Lady Gaga, foi gravado sozinho sozinho com o smartphone da Apple.

Se essa qualidade toda saiu de um iPhone 11 Pro, imagine o que será possível com o iPhone 12 Pro Max

E você, eu sinto falta de algum recurso? Você acha que toda essa tecnologia vem para somar? Conte-nos sua opinião!

 

aqui para comentário ()

Fonte: designculture.com.br/iphone-12-promax

Compartilhe esta postagem:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest